Dicas de Domingo, 5ª edição

A corrida não é um desporto de equipa e não exige companhia, mas por vezes é praticada em pequenos ou grandes grupos.

Se por um lado é libertador ir correr sozinha, às horas que se quer, ao ritmo que se quer e pelo percurso que se quer, por outro também é muito agradável ter companhia, ir descontraidamente a conversar ou mais competitivamente a tentar acelerar o ritmo.

Pessoalmente adoro o facto de a corrida ser algo que posso fazer sozinha, sem ter de depender dos horários, gostos e vontades de outras pessoas. Chamem-me anti-social, mas as corridas são uma excelente oportunidade para estar comigo mesma e pôr os pensamentos em ordem. Geralmente durante as corridas resolvo problemas, tomo resoluções e ganho motivação para outros aspectos da minha vida!

Mas de vez em quando sou desafiada, ou desafio eu, amigos ou a minha irmã para uma corrida em grupo. E estas corridas são deliciosas! É uma forma de estar com os amigos alternativa à tradição de nos encontrarmos sempre à volta duma mesa a comer, e é um tempo “produtivo” para todos. Por outro lado, a descontracção e espírito de solidariedade não podiam ser maiores, e pode até instalar-se um ambiente propício a desabafos e confissões, mas o ideal é manter o tom sempre positivo!

Mas onde está a parte das Dicas propriamente ditas aqui? Bom, o que vos lanço esta semana é o desafio de fazerem pelo menos um treino acompanhados, tendo em conta as seguintes vantagens:

  • depois de se combinar com outra pessoa é mais difícil a preguiça vencer e acabarmos por não ir treinar;
  • pode deixar-se o leitor de MP3 e os phones em casa e ir mais liberto;
  • é uma excelente oportunidade para rever amigos que não se vê há algum tempo;
  • se forem num passo descontraído a conversa flui (quando têm oportunidade de estar na conversa uma hora seguida sem interrupções?);
  • se a conversa fluir, o tempo passa sem darem por isso e correm sem grande esforço;
  • com o ambiente mais competitivo são levados a esticar um pouco o vosso ritmo/distância habitual, o que contribui para um treino de resistência muito produtivo;
  • correr sozinho pode levar a um aumento de hormonas do stress, enquanto que correndo acompanhado se está imune… ou pelo menos é o que este estudo conclui!

[Edit] Editado para agradecer ao Pedro Ganço a ideia do tema para as Dicas desta semana! 🙂

Anúncios

Dicas de Domingo, 4ª edição

Hoje as Dicas são em forma de discussão aberta convosco e vão decorrer, espero, na caixa de comentários durante a semana.
Para abrir a discussão, deixo algumas questões:

– em que altura do dia gostam mais de correr, e porquê?
– têm algum cuidado especial com aquilo que comem nas horas anteriores aos treinos?
– que equipamento consideram indispensável?
– como fazem o aquecimento e os alongamentos finais?

Aproveitem para deixar as vossas dicas!
Boas corridas e até para a semana!

Dicas de Domingo, 3ª edição

Eish, nem acredito que já é Setembro! Por acaso nem é a aproximação da corrida que me faz temer (decidi só fazer a Mini por razões que posso vir a explicar), mas sim a entrega da minha tese!

Esta semana, tal como planeado, corri mais de 10km (e ainda falta a corrida de hoje), foi uma boa semana running-wise.

Hoje gostava de deixar como sugestão alguns blogs e artigos sobre corrida que tenho lido e onde às vezes encontro muito boa informação e uma grande dose de motivação por haver por aí outros corredores blogueiros a relatar as suas aventuras. De entre os que sigo:

Will Run For Glitter – as venturas e desventuras (e, infelizmente, lesões) duma corredora viciada desde há uns anos atrás que corre praticamente todos os dias. De momento encontra-se a recuperar duma lesão e é com muito esforço que resiste a ir correr.

Música para correr mais longe – artigo da Lifestyle do Público (Ganço, aquele post não está esquecido!).

Stride and Joy – o subtítulo do Blog “An Aussie in Boston learns to run. And tries not to fall down.” descreve bem o blog, se bem que eu diria que a autora já está muito bem encaminhada, já tendo feito pelo menos uma Meia-Maratona e tudo.

Dicas de Domingo, 2ª edição

Olá! Bem-vindos de volta à segunda edição das DD! Estou orgulhosa por ter aguentado isto por DOIS Domingos consecutivos! O compromisso…

Esta semana as dicas têm a ver com Motivação. O que vos leva a correr? O meu motivo é explicado na imagem… Não, estou a brincar, não é só isso, também gosto de salgadinhos, Coca-Cola, e outras delícias! 😛

As dicas de hoje:

  1. No final de cada semana, ou no início de cada semana, planear qual a distância que se quer correr naquela semana. Trata-se do valor cumulativo, ou seja, se no início da semana nos desleixamos-nos, lá para o final as corridas têm de ser bem mais longas.
  2. Imprimir um calendário e fazer uma cruz bem grande em cima de cada dia em que se vai correr. Deixá-lo num local bem visível onde se possa apreciar as cruzinhas já lá feitas e ganhar motivação para continuar. Se fôr o caso, até se pode seguir o segredo da “Corrente de Seinfield”: http://lifehacker.com/281626/jerry-seinfelds-productivity-secret
  3. Guardar todo o equipamento necessário para ir correr no mesmo sítio, de forma a ser fácil pegar em tudo, vestir e sair de casa. Inicialmente tinha tudo numa gaveta, agora decidi pendurar tudo no mesmo cabide do armário. Itens a não esquecer:
  • T-shirt lavada
  • Calções
  • Meias de desporto
  • Protector solar (se estiver perto do equipamento não se esquece de pôr!)
  • Óculos de sol
  • Braçadeira para pôr o telemóvel (?)
  • Relógio (?)
  • Phones (?)
  • Ipod
  • Garrafa de água (?)
  • Fita/elástico de cabelo (?)

Dicas de Domingo

Olá! Esta é a nova rúbrica Dicas de Domingo (DD). Vamos lá ver quantos Domingos dura! 😉

Este Domingo trago 3 dicas para o planeamento das vossas corridas. São estratégias que eu uso e acho que dão jeito.

 

1. Conhecer bem um circuito, perto de casa, cujo comprimento conheçam. Isto serve para aqueles dias em que não apetece ir correr, se tem pouco tempo, ou não se está com vontade de contar quilómetros (ou de levar um GPS que os conte). Ter um circuito bem conhecido que se percorre frequentemente pode ser motivador: poupa o trabalho mental de planear o trajecto e de fazer contas às distâncias, e ainda se pode comparar os nossos próprios tempos com as corridas anteriores naquele percurso. Mas este circuito não é para todas as corridas! É o backup especial para aqueles dias… especiais.

Cada volta do meu circuito especial tem cerca de 1km, o que facilita bastante a contagem dos quilómetros feitos

 

2. Reservar um troço especialmente fácil para o fim, de preferência a descer, e não planear a corrida a contar com essa distância. No fim vão sentir-se uns campeões por causa daqueles 500m adicionais. E uns heróis por terem aumentado um pouco a velocidade média da corrida.

Ontem saí de casa com o objectivo mínimo de correr 3km, mas depois de percorrer 3 vezes o tal circuito especial, decidi ir até Belém e acabei por fazer uma 5k! It’s lame, I know…

 

3. No caso de não se levar água, então é importante conhecer a localização de bicas de água e planear a corrida de forma a passar por elas regularmente.

E por falar em água, há umas garrafas de água muito levezinhas próprias para levar nas corridas. Alguém tem uma? Qual é a vossa opinião sobre as ditas?

Não percam as próximas Dicas de Domingo, que essas sim, serão mesmo úteis! Até lá, boa semana!

Têm mais dicas? Não concordam com nenhuma destas? Espero os vossos comentários e os vossos posts! 🙂