BES Run Challenge – Lisboa

A minha primeira corrida de 10km foi feita com muitíssimo esforço, com um pé lesionado e uma franca falta de treino. Foi por isso que soube especialmente bem chegar ao fim depois de 1h14m43s e receber esta medalha, a terceira da minha colecção. 🙂
image

E vocês? Que têm feito? Muito treino?
VAMOS LÁ!!!

Anúncios

Chovendo e correndo

Alô pessoal!

Setembro e Outubro sempre foram ricos em corridas! Prova disso está aqui. O único problema é a chuva… as minhas primeiras voltas de corta mato foram à chuva e, acreditem, que era lama até aos joelhos xD Apesar da lama e do maior esforço, correr à chuva sabe-me muito bem. Nestes dias em que ainda faz calor e estamos a correr a todo o gás, a chuva parece abençoada. Arrefece-me e relaxa-me. É um elemento incontrolável, imprevisível e talvez por isso me sinta impelido a continuar. Como um miúdo que olha para cima e diz “Ai é? Não queres que eu continue? Agora é que eu não paro mesmo!”.

Nesses dias as sapatilhas ficam à porta de casa. Molhadas e lamacentas, talvez demorem tanto quanto eu a recuperar, caso me constipe! Mesmo assim entre ficar semanas sem treinar e apanhar uma constipaçãozita, escolho sempre ir treinar!

E por aí? Há mais alguém que goste de correr à chuva?

O outono passa a correr!

São muitas as corridas que há por Lisboa nesta altura do ano… Quase dá vontade de ir a todas, se as pernas e a carteira o permitissem!

 

CORRIDA DESTAK – 23 Set às 10.00. Da estação da CP de Carcavelos à Baía de Cascais (10 km) 15€.

RTP MEIA MARATONA VODAFONE ROCK’N’ROLL – 30 Set às 10.30. Da Ponte Vasco da Gama ao Pavilhão Atlântico (21 km) 19€

MINI MARATONA DE PORTUGAL EDP – 30 Set às 10.30. Da Ponte Vasco da Gama ao Pavilhão Atlântico (6 km) 17€

CORRIDA DO AEROPORTO – 7 Out às10.00. Começa e termina no terminal de carga do aeroporto (9 km) 8€ até terça. 10€ a partir de terça.

CORRIDA DA ÁGUA – 7 Out às10.00. Começa e termina no Parque do Calhau (10 km) 10€

CORRIDA DO SPORTING – 14 Out às 10.30. Começa e termina no estádio de Alvalade (10 km) 12€ (até dia 30).  15€ depois de dia 30.

CORRIDA DO TEJO – 21 Out às10.00 De Algés à Praia da Torre (10 km) 14€ (até 30 Set). 16€ a partir de dia 30.

Fonte: http://timeout.sapo.pt/news.asp?id_news=7780

Dicas de Domingo, 5ª edição

A corrida não é um desporto de equipa e não exige companhia, mas por vezes é praticada em pequenos ou grandes grupos.

Se por um lado é libertador ir correr sozinha, às horas que se quer, ao ritmo que se quer e pelo percurso que se quer, por outro também é muito agradável ter companhia, ir descontraidamente a conversar ou mais competitivamente a tentar acelerar o ritmo.

Pessoalmente adoro o facto de a corrida ser algo que posso fazer sozinha, sem ter de depender dos horários, gostos e vontades de outras pessoas. Chamem-me anti-social, mas as corridas são uma excelente oportunidade para estar comigo mesma e pôr os pensamentos em ordem. Geralmente durante as corridas resolvo problemas, tomo resoluções e ganho motivação para outros aspectos da minha vida!

Mas de vez em quando sou desafiada, ou desafio eu, amigos ou a minha irmã para uma corrida em grupo. E estas corridas são deliciosas! É uma forma de estar com os amigos alternativa à tradição de nos encontrarmos sempre à volta duma mesa a comer, e é um tempo “produtivo” para todos. Por outro lado, a descontracção e espírito de solidariedade não podiam ser maiores, e pode até instalar-se um ambiente propício a desabafos e confissões, mas o ideal é manter o tom sempre positivo!

Mas onde está a parte das Dicas propriamente ditas aqui? Bom, o que vos lanço esta semana é o desafio de fazerem pelo menos um treino acompanhados, tendo em conta as seguintes vantagens:

  • depois de se combinar com outra pessoa é mais difícil a preguiça vencer e acabarmos por não ir treinar;
  • pode deixar-se o leitor de MP3 e os phones em casa e ir mais liberto;
  • é uma excelente oportunidade para rever amigos que não se vê há algum tempo;
  • se forem num passo descontraído a conversa flui (quando têm oportunidade de estar na conversa uma hora seguida sem interrupções?);
  • se a conversa fluir, o tempo passa sem darem por isso e correm sem grande esforço;
  • com o ambiente mais competitivo são levados a esticar um pouco o vosso ritmo/distância habitual, o que contribui para um treino de resistência muito produtivo;
  • correr sozinho pode levar a um aumento de hormonas do stress, enquanto que correndo acompanhado se está imune… ou pelo menos é o que este estudo conclui!

[Edit] Editado para agradecer ao Pedro Ganço a ideia do tema para as Dicas desta semana! 🙂

O plano de treinos do Rocky Balboa – Parte II

Olá malta!

Na sequela deste post, continua o plano de treinos. Tenho a certeza que nem o Rocky na sua melhor forma nos apanha daqui a 15 dias!

Já falei de equipamento e aquecimento inicial, agora passamos à corrida e alongamentos.

Corrida

Em esforço pleno devemos procurar o nosso próprio ritmo. O essencial a ter em conta é que o esforço que fazemos hoje deve ter em conta o de amanhã e o do dia seguinte. Não vale a pena forçar um joelho dorido ou um andamento rápido hoje se amanhã ou depois já não podemos treinar ao mesmo ritmo. Por outro lado, se ao fim de 40 min estamos prontos para outros 40, também não é esse o nosso ritmo.

Treinar resistência exige chegar a um ponto de equilíbrio que nos permita treinar muitas vezes por semana a um ritmo constante. No entanto, se queremos melhorar a nossa condição física, o ritmo tem de mudar de tempos a tempos. Para aguentar longas distâncias precisamos de subir lentamente os nossos objectivos.

É frequente aparecerem dias de sprint nos planos de treino, de 4×100 m ou mais. Esses treinos servem para ganhar força e alargar a passada. Vários amigos meus só baixaram os tempos nas longas distâncias depois de fazerem séries de 100m uma ou duas vezes por semana. A verdade é que ficamos demasiado confortáveis num certo patamar, e para subir precisamos destes treinos de velocidade.

Como somos o nosso próprio treinador, cabe-nos a nós subir de ritmo consoante a nossa auto-avaliação pessoal. O que tenho feito ultimamente é marcar um percurso e um tempo para o fazer, e quando me sinto confortável nesse treino aumento a distancia a percorrer. Quando sinto que já aguento bem fazer essa distância, faço sprints para baixar o tempo que levo. Depois aumento a distância novamente e assim sucessivamente.

Nunca segui um plano de treino para a meia maratona, mas nos que vi todos concordam que é preciso mais tempo de treino nos últimos 15 dias antes da prova, por isso, bora lá malta!

Durante estes meses de preparação já cheguei aos 12 km em 1h15. Espero conseguir fazer 15 km na boa nos próximos 15 dias 😉

Alongamentos

Se têm dores musculares ou estão doridos da corrida do dia anterior, isso significa que o treino foi muito intenso ou então alongaram pouco. No final da corrida andar uns 500 m e passar 10 min a alongar é certinho para mim. A receita para os alongamentos é esticar até doer e contar até 20, já dizia o meu prof de educação física.

Qual é o vosso plano para os dias que faltam??

Ps. Nunca se sabe se vai sair outro artigo do Rocky, esta rubrica é como os filmes! Quando pensamos que já não dá para mais, o velhote Stallone aparece cheio de pica para mais um filme 😛 Talvez eu, não tão velhote como ele, espero, ainda escreva outro!

 

Dicas de Domingo, 4ª edição

Hoje as Dicas são em forma de discussão aberta convosco e vão decorrer, espero, na caixa de comentários durante a semana.
Para abrir a discussão, deixo algumas questões:

– em que altura do dia gostam mais de correr, e porquê?
– têm algum cuidado especial com aquilo que comem nas horas anteriores aos treinos?
– que equipamento consideram indispensável?
– como fazem o aquecimento e os alongamentos finais?

Aproveitem para deixar as vossas dicas!
Boas corridas e até para a semana!